Resenha : Caraval, de Stephanie Garber


Livro: Caraval
Lembre-se é apenas um jogo #1
 Autor (a): Stephanie Garber
Editora: Novo Conceito / Gênero: Fantasia / Suspense / Jovem Adulto
Páginas: 400 / Ano: 2017
Skoob

        Olá galera mais linda, tudo legal com vocês? Se liga que hoje a resenha aqui no blog é de um livro que nem lançou aqui no Brasil ainda! ~ sente só a exclusividade *---*! hahaha. Esse livro foi enviado para os parceiros da editora Novo Conceito, em emails cheios de mistério e desafios. O primeiro desafio proposto foi o de entregarmos uma resenha do livro em até 5 noites, remetendo ao mistério que paira sobre o livro - o evento anual do Caraval que acontece em exatamente 5 noites. Achei super lega essa proposta da editora, o que aguçou ainda mais a minha curiosidade em relação a história, que foi despertada no primeiro post da editora, quando vi essa capa azul brilhante. Quem conseguir entregar o que fora proposto pela editora vai ganhar alguns presentes, então corri para ler o meu e poder participar desse jogo! Mas não somente li por conta do prazo (afinal terminei a leitura em 3 dias), mas porque o livro te prende de uma maneira, que te faz querer saber o desenrolar de toda essa ilusão com gosto de realidade que representa o jogo Caraval.


Esta é a sua primeira pista na jornada a começar. As demais não serão tão fáceis de achar. Algumas farão você questionar sua sanidade e tudo o mais que imagine ser verdade. Na balbúrdia da partida dela a pista número dois vai estar. A número três você deve merecer. A número quatro algo valioso lhe custará. E a número cinco um salto de fé vai requerer. A maioria de vocês há de falhar, mas certamente um triunfará. Cinco noites terá para encontrar as quatro pistas remanescentes. E então a garota e o desejo de Lenda serão os seus presentes. 

        Explicações à parte, vamos ao que interessa: Caraval nos traz a história de duas irmãs (adoro história de irmãs/irmãos) que sonham em sair de sua ilha pequena para viver aventuras em outras terras. E a aventura mais deseja de ambas (já que cresceram ouvindo sua avó contar histórias maravilhosas do evento e inclusive relatar já ter participado como convidada) é o evento anual do Caraval - uma espécie de jogo que mistura realidade com fantasia, te deixando em dúvida do que realmente é real e ilusão, uma coisa bem sombria, se me permitem falar, mas que era o sonho das nossas duas protagonistas: Scarlett e Donatella (gente, que nomes mais geniais, adorei mesmo! Nunca vi nomes tão legais para duas personagens, gostei muito!). Porém, e como há sempre um porém, você precisa ser convidado (a) a participar desse evento. E mesmo que as duas fossem convidadas, seria impossível sair da ilha. O pai das duas garotas, o governador Dragna é extremamente controlador, inclusive é agressivo e vive batendo nas duas moças. Mas mesmo assim, Scarlett sonha uma vida melhor para ambas, e insiste em mandar cartas para Lenda, o mestre do Caraval, na tentativa de quem sabe, o mestre se sentir tocado com a história de ambas e lhes fornecer um convite individual. A Ilha Conquistada de Trisda é um lugar pequeno demais para os sonhos de Scar e Tella. 



Nada do que fazemos é seguro. Mas isso vale o risco.

         Scarlett manda cartas e cartas, todos os anos, mas nenhuma delas recebe resposta. Em uma última tentativa, acaba por enviar uma última carta, relatando que irá se casar em breve e que agradece, mas que entendeu que não será convidada para o evento. Surpresa, justo essa última carta recebe resposta, diretamente escrita por Lenda, que convida ela, sua irmã e seu noivo para o evento daquele ano. Ao final do evento, quem ganhar o jogo receberá como premio um desejo concedido por Lenda. Aflita, sem saber o que fazer, Scarlett procura por Donatella para lhe mostrar o convite. Mas se arrepende de imediato, porque sua irmã vai de qualquer jeito e nos últimos anos o pai das duas se tornou mais agressivo. Se ele descobrir que as duas fugiram para participar de um jogo, vai acabar matando as duas. E Scarlett não pode nem levar um noivo, já que ainda nem o conhece, pois se trata de um casamento arranjado pelo seu pai. E a última noite do evento é justo a noite que precisa estar de volta para se casar no outro dia, então de jeito nenhum vai dar tempo. Não vai arriscar uma chance genuína ao se casar de sair da ilha e dasdo maldades de seu pai. Não vai colocar em risco por conta de um jogo. Mesmo tendo desejado participar desse jogo sua vida inteira. O Scarlett não espera é que sua irmã é mais teimosa do que imagina e vai bolar um rapto para que as duas fujam da ilha sem serem culpadas por tal feito. E para isso conta com a ajuda de Julian, um jovem marinheiro que toma "sequestrar" as duas em troca de uma vaga na entrada do jogo, já que se fará passar pelo noivo de Scarlett. 


Tella adorava o perigo assim como o pavio da vela adora queimar. Nunca parecia temer que algumas das coisas que cobiçava pudessem consumi-la como fogo. 

        Scarlett só pode pensar que o plano não dará certo, mas quando se dá conta, já está dopada, em um barco a caminho da ilha misteriosa que guarda os segredos de Caraval. E ao acordar se vê sozinha, em um pequeno bote com Julian. Onde está sua irmã? Julian garante que sua irmã está bem, em terra firme, mas Scarlett é desconfiada demais. Mal sabe ela que o jogo do Caraval deste ano vai lhe pregar uma peça e que irá girar em torno dela mesma e de sua irmã Donatella. O que Scarlet não consegue entender é porque as duas são tão importantes para o jogo acontecer. E em meio a uma bruma de mistérios e ilusões, identificar quem está falando a verdade e quem está mentindo será uma tarefa extremamente árdua e desgastante. Você, está pronto para desvendar os mistérios de Caraval? Mas lembre-se os portões se fecham ao cair do dia, e quem não entrar não participa mais. E tudo o que acontece nestes  dias é uma grande ilusão, misturada com um pequeno toque de realidade. Está pronto (a) para perder a sanidade? Scarlett vai aprender que nunca estamos verdadeiramente prontos para as provas que a vida nos dá, mas que, mesmo assim, atravessamos com peito aberto e coragem. 


Lembrou-se de pensar que se apaixonar por ele seria como se apaixonar pela escuridão, mas agora imaginava que ele era mais como uma noite estrelada: as constelações estavam sempre ali, constantes, guias magníficos no negrume onipresente. 


        Minhas impressões: gente, gostei demais dessa leitura (talvez eu mudasse um pouquinho o final, achei meio atropelado e me perdi em alguns trechos kkk, mas faz parte, sempre tem alguma coisa que talvez a gente pensa que poderia ser diferente)! Amo livros de fantasia e mistérios. E esse livro tem um gosto tão diferente: quando comecei a ler identificava muito um cenário tipo Piratas do Caribe sabe? Porque remete a esse negócio de ilha, de marinheiros, e tal. Eu ficava com essa imagem na cabeça. Mas depois que Scarlett entra no jogo, imaginava um cenário totalmente mágico, nada comparado a um circo, mas algo mais impressionante sabe, tipo "Cirque du Soleil", algo realmente mágico e diferente. Não dá pra explicar. É um Cirque du Soleil meio macabro, com poções mágicas e artistas que você não consegue identificar se fazem parte do jogo ou se são jogadores. Tudo muito duvidoso hahah. Então o livro todo brinca com a sua imaginação. Eu gostei muito do personagem da Scarlett, ela é desconfiada, mas astuta e não deixa de pensar na irmã e seu amor por ela é muito legal de acompanhar. Adorei o personagem de Julian também (muito fofo e lindo! hahah, fiquei aqui torcendo para um final legal, mas não vou contar nada! kkk) e Donatella também é uma alma espirituosa que trouxe um papel crucial à trama. O final te dá um gosto de que haverá continuação, mas não deixa pontas soltas, apesar de deixar um sabor de - quero ler a sequência para saber o que vai acontecer. Mas nada que você vá ficar sem dormir já que o segundo livro eu não sei quando a editora vai trazer para o Brasil. Convido vocês a também participarem deste jogo e a ficarem tão desconfiados (as) como eu fiquei, de deixarem suas vidas serem controladas pelo mestre Lenda, e quem sabem, ao final do jogo, você não ganhe um desejo a ser concedido? 


O que quer que tenha ouvido sobre o Caraval não se compara à realidade. É mais do que só um jogo ou apresentação. É a coisa mais parecida com magia que você verá neste mundo.

Sinopse:
Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele.

Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donattela, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donattela desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível.
O Caraval é um jogo elaborado, que precisa de toda a astúcia dos participantes. Será que Scarlett saberá jogar? Ela tem apenas cinco dias para encontrar sua irmã e vencer esta jornada.

3 comentários:

  1. Meu Deeeeeeus, preciso desse livro!!!!!! :O

    ResponderExcluir
  2. Oi Mih! Nossa, não gostei muito desse livro não!
    O enredo é legal! Mas nossa, que personagens chatos!
    O romance acabou com a história ao meu ver! Se ela tivesse abordado mais
    o mistério e menos o romance acho que ficaria melhor. Eu não gosto de romance
    rápido. Gosto de ver o amor de desenvolvendo e os porquês.

    Beijos!!
    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir
:) :,( ;) :D :-/ :? :v X( :7 :-S :(( :* :| :-B ~X( L-) =D7 :-w s2 \m/ :p kk